Previsões e flashbacks da minha imaginação!!!!!

Minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem de grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite.(Clarice Lispector)

Homenagem ao contador de histórias….

Sai no mato da fazenda…
Sentindo o cheiro de terra sua…
O sol já desponta no grande vale…
É dádiva fértil, é beleza incomparável…
Mata a sede na fonte d’água fria…
Repara na sonoridade do campo…
Que o faz lembrar da infância de alegria…Desce o pasto entre o gado…
E o cheiro lhe agrada a alma…
Tenta aconchegar no seio…
E guardar em mãos fechadas…
Tanta alegria que quer semear…
Pra nós, rebanho desordenado…

Se seguia um olhar maroto…
Nele não tinha malícia…
Era a prosa que estava por vir…
Na mureta da varanda…
Avistando a porteira branca…
Que o vento brando fazia ranger…

Que martírio era sua hora de partida…
Olhando de canto, segurando tristeza…
Era assim, vez ou outra, de cá e de lá…
Coração medroso, mas não desabitado…
Sua raiz brejeira continua em seu refúgio…
E em quem pisa na sua terra vermelha…

Por Juliana Castilho

Anúncios

No comments yet»

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: